Quíron na VII ou em Libra:

Com Quíron na VII, você pode ser o terapeuta do parceiro, ou se envolver com pessoas da área de cura. Uma separação conjugal pode trazer em você antigas feridas de um sentimento de rejeição. Você gosta de se relacionar com as pessoas de maneira mais indiscriminada, sem regras ou etiquetas. Você necessita muito do contato, principalmente com o sexo oposto. Sua lição aqui é aprender a cooperar, dividir, sem competir. Necessita se sentir o melhor no que faz. Se enrola muito, mas se sai bem no debate, mas tem dificuldade de ser flexível. Todos têm que se adaptar à sua maneira. Sabe improvisar, convicto do que acredita, impõe o que pensa.um lado extravagante, palhaço. Eleva a família, e o casamento ajuda a melhorar sua conduta. Tem vários inimigos que são declarados, e sempre do mesmo padrão. Busca o poder indo contra a máquina política.
Os primeiros relacionamentos com a mãe podem ter sido dolorosos, o que pode levá-lo a sentir que todos relacionamentos serão perigosos.Cria uma couraça de proteção nas relações. Pode se levar a se isolar, ate descobrir a origem desses sentimentos. Na infância pode ter passado por momentos de agressividade ou por falta de bons contatos, algo de competitividade que dificulta em você arte de se relacionar. Ou aprendeu a ser sempre agradável, sendo o super diplomata, e sempre engolindo suas reais necessidades. Isso gera o medo, a fragilidade, a negação do ego, em troca das boas relações. Por outro lado você desenvolve a capacidade de ‘gerenciador de conflitos’.
Pode ter medo de se relacionar, achar que o outro sempre o provoca, o que muitas vezes é apenas reflexo dos seus medos. O outro pode sentir que você nunca o compreende e acaba se afastando da relação. Voce atrai sempre o oposto do que é, e nessas relações aprenderá muito sobre si mesmo. O defeito que observar nas pessoas é o reflexo de uma tendência sua interior, aquilo de que você não gosta no outro, nada mais é que sua sombra, aquilo que não aceita em si, mas existe no fundo do seu inconsciente. Quando você está em uma relação em que o outro domina, pode ser que não esteja reconhecendo sua natureza interior poderosa. Se você atrai pessoas frágeis, não está percebendo a pessoa frágil dentro de você. 

A área de relacionamentos acaba sendo um campo de batalha, e um dia acaba desistindo de uma relação a dois. Um período de isolamento é importante para fazer uma avaliação da sua verdadeira natureza interior.seu maior conflito está nas suas necessidades reais e das outras pessoas. Então a área de casamentos é o seu maior campo de aprendizados, é necessária muita honestidade emocional um com outro para que relação venha a falir. Deve evitar descarregar seu sentimento de descontentamento com a vida na sua relação. Ou entrar em lutas de poder com o sexo oposto, sempre prevalecendo sua vontade. Teme a crítica ou o interrogatório, mas é preciso discutir a relação e encontrar os problemas reais existentes. Pode temer situações de irracionalidade e injustiça, e acaba disfarçando sobre um ar de diplomacia, você teme seus sentimentos negativos. Suas relações um dos dois pode fazer o papel de médico e doente, se você for o doente corre o risco da relação terminar, acaba gerando uma relação problemática.

Lembre-se, ninguém salva ou cura ninguém. Pode encontrar a cura ajudando outras pessoas que tem dificuldades de se relacionar. Por outro lado tem um carisma, atrai as pessoas, sendo muito amado, mas pode abusar dessa tendência. Evite ser egocêntrico. Você se espelha tanto nas pessoas que acaba perdendo a referência de quem é realmente. Ajude as pessoas a conviverem com você, dando-lhes a oportunidade de ter seu espaço. Aprenda que existe vida fora de uma relação, e que a solidão também pode ser uma ótima companhia. Não crie situações de dependência, nem pra você nem para o outro, mesmo juntos cada um pode ter vida própria. Veja que quando enxerga um defeito no outro, ele pode estar dentro de você mesmo de forma refletida. Viver junto não é anular, é ser inteiro, ou anular o outro, um mais um é 2, e não é meio mais meio. Conviver em parceira é redescobrir a nós mesmos e tornarmos indivíduos melhores.

Seguidores