Quiron em Virgem

Esse é o signo da colheita, onde se conquista a independência e a autonomia através do trabalho útil e da percepção inteligente de como aproveitar melhor a si mesmo para produzir bons frutos no mundo. Pois quando Quiron age através de Virgem, sempre há uma enorme inundação ou uma terrível seca quando o trigo está prestes a ser colhido. Assim, ao mesmo tempo que não se consegue parar de plantar, a esperança de conseguir usufruir do próprio esforço parece cada vez mais utópica, e, é preciso parar o trabalho automatizado e começar a escutar o que os deuses estão querendo, pois não vai adiantar tentar controlar a vida, por mais esforço que se dispense nisso. Através dessa ferida, Quiron mostra a diferença entre um emprego, automatizado e que visa apenas a sustentação física, e um trabalho vocacionado, onde a pessoa se dá por inteiro, aceitando as próprias imperfeições e dificuldades, além de todo o caos inerente aos movimentos da vida. As dissociações básicas de Virgem entre corpo e mente, puta e santa, espiritual e material, precisam encontrar sua síntese em nome de uma maior integridade para se encontrar alívio da dor. Nesse trabalho alquímico consigo é que se encontrará a compaixão capaz de fazer frutificar até as terras mais desérticas.

1 comentario:

  1. Este comentario ha sido eliminado por el autor.

    ResponderEliminar

Seguidores